sábado, 14 de novembro de 2009

Os Aventureiros do Bairro Proibido

Quando me lembro dos tempos de colégio, quando eu estudava de manhã e podia passar minha tarde me casa, volta e meia o programa era assistir a Sessão da Tarde e seus grande clássicos. E certamente não houve filme mais trash do que essa grande obra do cinema, Aventureiros do Bairro Proibido.


Para que não conhece a história, prepare-se pois ela é bem bizarra. O herói do filme é Jack Burton (interpretado por Kurt Russell), um caminhoneiro mal-encarado que entra em uma grande enrascada para ajudar seu amigo, Wang Chi, de Chinatown, cuja noiva foi sequestrada por uma gangue, que também roubou o seu caminhão. Acontece que não se trata de uma gangue qualquer, mas um grupo de malucos liderados por Lo Pan, um feiticeiro chinês de mais de 2000 anos, que precisa se casar com uma mulher de olhos verdes para recuperar a forma humana (uma chinesa de olhos verdes não é algo que se vê em qualquer lugar). E durante todo o filme é ação sem sentido, porradaria e umas tiradas clássicas do durão Jack Burton. Um filme que é tão ridículo que chega a ser engraçado.

Aliás, Jack Burton é um espetáculo à parte, faz todo estilo debochado e anti-herói que nos diverte desde os tempos de Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger, com frases de efeito como "Son of a bitch must pay" ou "I was born ready". Tudo bem que ele não é muito brilhante (como na cena onde ele atira com sua arma para cima, derrubando uma pedra em sua própria cabeça), mas no final da história é ele quem salva o dia.

It's all in the reflexes

Mas realmente o que mais chama a atenção são os vilões. Realmente não pouparam em escrotidão quando foram criar os inimigos da história, é um mais ridículo do que o outro!

Uma turma da pesada...

A começar pelo bandidão da história, Lo Pan. Quando ele aparece inicialmente, mais parece um maracujá de gaveta, mas na verdade ele é um feiticeiro sinistro (segundo os personagens no filme, com mais de 12 metros de altura...). Nas duas encarnações, entretanto, não passa de um doido varrido e tarado, louco para arrumar uma mulher de olhos verdes.


Mas pior que os seus lacaios não tem... Os principais são os The Three Storms, ou Trio Parada Dura, três guerreiros com seus super-poderes, embora não tenham muito bom gosto com seus chapéus ridículos.

Coreografia de balé

Começando por Rain, ele tem como super poder a grande agilidade, sendo capaz de pular que nem um gafanhoto. E é o cara na luta com espada, enfrentando Wang Chi em uma das lutas mais bizarras, com direito aos dois voando e guerreando com as espadas.

O seguinte é Lightning, que tem poderes realmente mais maneiros, controlando relâmpagos e tudo mais...


Peraí, me enganei! Esse aí de cima é o Rayden, do Mortal Kombat! Esse aqui que é o Lightning.

Se bem que é um erro admissível, ainda mais considerando que os criadores do clássico e sangrento jogo de lutas admitiram que basearam o Deus Trovão no bandido do filme.

Por fim, Thunder, o sujeito aí embaixo, com cara de que está fazendo força pra soltar um barro.


Quanto ao poder dele, não poderia ser mais escroto: ele simplesmente incha como um balão e explode no final do filme! Um verdadeiro kamikaze!

Não é uma gracinha?

Essa cena abominável é tão estúpida, que vale a pena ver o vídeo:



E tem muito mais, o que não falta no filme são coisas bizarras, como o monstrengo horroroso aí de baixo, o tal do Guardião, que mais parece uma mistura de um polvo com uma almôndega.

Ah, e se você espera ver uma grande luta no final, não se anime muito. Tudo acaba muito rápido, porém sem deixar de ser hilário. Sei que é um spoiler, mas convenhamos, esse filme tem mais de 20 anos, quem não viu não tem direito de falar nada!



Jack Burton, um dos caras mais durões do cinema, mostrando como se faz! Herói macho não perde tempo com lutinhas demoradas ou enrolação, ele parte pra ignorância e resolve numa facada só!

Na cara não, pra não estragar o velório...

Se você ainda não viu Os Aventureiros do Bairro Proibido, corra logo numa locadora e assista, você pode apostar que vai se divertir muito com as loucas aventuras de Jack Burton em Chinatown. É garantia de umas boas risadas nesse clássico dos anos 80, um dos filmes que posso dizer que formou o meu caráter.

Nenhum comentário: