terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Os Aventureiros do Bairro Proibido - Parte 2

Lá vamos nós! Vamos continuar aqui vendo a história mais bizarra de Chinatown, com a segunda parte da minha zoação do filme Os Aventureiros do Bairro Proibido. Caso você tenha perdido a primeira parte dessa história tosca, você pode dar uma olhada aqui

Bom, quando paramos essa zoeira, nossos amigos Jack Burton e Wang Chi tinham acabado de se livrar de um fuzuê daqueles. Depois de verem Miao Yin, a namorada de Wang, ser sequestrada pela gangue dos óculos escrotos, os dois acabaram se metendo no meio de uma guerra entre duas gangues coloridas de chineses, até a chegada do Trio Parada Dura e Lo Pan. Depois de fugir da briga e de perder o seu caminhão, Jack vai até o restaurante de Wang, para ver o que pode fazer.

Jack então tenta ligar pra seguradora, usando um daqueles telefones de roda que hoje já são peça de museu, mas sem dar muita sorte, pois ficam passando ele de atendente pra atendente e não resolvem pôrra nenhuma do sumiço do caminhão, dizendo que o seguro não cobre qualquer sinistro que ocorra durante uma briga de gangues de Chinatown.


E o motivo pelo qual o machão do Jack está usando um roupão é um mistério...

Wang está só pensando em sua namorada Miao Yin, imaginando o que deve ter acontecido com ela, enquanto que seu Tio Chu começa a falar um monte de baboseiras espíritas, dizendo que ali era a China, e que desde os tempos do Confúcio os amarelos brigavam com os vermelhos, e esse conflito era causado pelo desequilíbrio entre o yin e o yang, quando os grandes filósofos de Xangai não chegaram a um acordo de como que o arroz deveria ser cozido.


Jack Burton (e provavelmente você também, leitor), após escutar tudo isso, manda o Tio Chu chupar um prego e calar a boca, ou ia enfiar aquele telefone no seu rabo.


Quem chega também nessa é Eddie Li, amigo de Wang que trabalha no restaurante. Que doravante chamarei de Psy, e que atua como comic relief no filme. Embora a produção seja tão escrota que nem era necessário ter um personagem pra ser alvo de piadas.


Psy então diz que aqueles carinhas de óculos eram os lordes da morte, que haviam levado Miao Yin e também o caminhão. Jack quer que Miao Yin se foda, que iam ter que dar um jeito de arrumar o caminhão dele de volta ou então ele ia enfiar sua bota na bunda de todo mundo ali.


Nisso então a porta se abre e quem aparece? 


Sim, Gracie Law, dando uma de enxerida, chegando cheia de charme. Jack não perde tempo, a única coisa que o faria deixar de pensar no caminhão seria dar uns pega nessa loirinha. Ele chega logo em cima dela, dizendo que não está usando cueca debaixo do roupão e perguntando se está frio lá fora ou se ela está feliz em vê-lo.


Gracie sugere que Jack vá pentear macaco, e embora esteja claro que os três chinas não a querem nem pintada de ouro, ela decide ajudá-los, pois ela sabe que os lordes da morte (vulgo, gangue dos óculos escrotos), tinham uma parceria com o bordel do Tigre Branco, para onde provavelmente tinham levado Miao Yin. E pelo fato dela ter olhos verdes, certamente ela ia custar uma grana, então eles tinham que agir o quanto antes. 


Wang tem um plano que pode ajudar a salvá-la dali, só precisa de um idiota...


É Jack... aproveitam-se de sua nobreza.

Com isso, Jack, Wang, Gracie e Psy vão para o lugar onde fica esse tal puteiro Tigre Branco. E preciso destacar a falta de noção do Psy em ter coragem de andar por aí dirigindo um Cadillac rosa. 


O plano era o seguinte: Jack iria fingir ser um cliente, pedindo para alugar por algumas horas uma chinesa de olhos verdes que tivesse chegado recentemente. Sim, nem um pouco sutil. E para não dar uma falsa impressão, ele ia bancar um bostinha, com um nome forjado de Décio Pinto.


A velhota que atende no puteiro (e que tem pinta de ser uma puta velha que já levou até nas narinas) fica meio surpresa, ao ver que um nerdzinho com cara de bunda e voz de palerma teve a coragem de chegar ali pra pedir uma prostituta. Do jeito que ele parecia inocente, poderia falar para a garota cobrar o dobro, pois aquele carinha tinha pinta de ser um virgem desesperado em afogar o ganso.


Do lado de fora, chega um Passat caindo aos pedaços. Gracie, se sentindo constrangida de estar ali num carro junto com Wang que a odeia e Psy que pode começar a cantar Gangnam Style, pede licença para dar uma saidinha e falar com quem está naquele carro.


Nesse carro está mais uma das "amigas" de Gracie, a jornalista Margo, que está atrás de uma história pra ser contratada pela Globo, deixando de vez o seu emprego de criadora de manchetes bizarras do Meia Hora. No início é até engraçado, mas depois chega uma hora que fazer piadinhas sobre como um bandido foi morto ou criar trocadilhos com o nome da mais recente musa do funk se torna insuportável.


Dentro do puteiro, chega então a cafetina, senhorita Miyagi, perguntando para Jack se ele vai querer pagar em dinheiro, no cartão de crédito ou usar o vale refeição. E que ele pode conversar com a velhota lá pra ver o cardápio, sugerindo algumas tailandesas que completaram 18 anos recentemente ou uma das japonesas virgens que gostam de jogar Atari, já que pela pinta de boçal que ele tem, certamente ele ia se divertir mais jogando River Raid.


Jack então, forçando a pior cara de bunda mole que se podia imaginar, faz o seu pedido específico, dizendo que quer uma chinesa bem exótica, de olhos verdes. E que dinheiro não é problema.


A velhota então diz que isso é cascata, que chinesas não tem olhos verdes, e que esperava que mesmo um boçal como ele já soubesse disso, que era mais fácil achar uma japonesa peituda ou uma tailandesa de três pernas do que uma chinesa de olhos verdes. Sim, eram outros tempos, quando as japonesas eram todas lisas como uma prancha e a Tailândia não era famosa pela exportação de travecos. E a velha pergunta que tipo de idéia ele tem de um bordel, como se o cara fosse dar a mínima para a cor dos olhos da garota.


Acontece que a senhorita Miyagi havia escutado o estranho pedido daquele forasteiro, e decide então checar como está a sua mais nova preciosidade...


Sim, Miao Yin está mesmo ali. Mas a senhorita Miyagi não ia dar essa garota assim de mão beijada para um boçal chamado Décio Pinto, muito melhor era anunciar ela no eBay pra faturar uma grana preta.


Do lado de fora, Wang fica cada vez mais ansioso, pois a demora está sendo muita. Que se dane, ele queria entrar ali descendo a porrada em tudo que é puta e cafetina, pra salvar Miao Yin. Mas Psy pede para ele ficar calmo, que Jack vai encontrá-la. Provavelmente ele ia só dar umazinha antes de começar a procurar pela namorada de seu amigo. Afinal de contas, quem vai num puteiro e não aproveita um pouco?


E não é que o Psy acertou? Acaba que a puta velha passa a perna no Décio Pinto, quer dizer, no Jack, mandando uma chinesa normal pra ele. Jack fica meio sem jeito e começa a mandar um monte de perguntas padrão Jack Burton, como se ela ainda era virgem nas orelhas, enquanto a chinesinha prepara um banho pra ele, já que dá pra sentir o fedor desagradável das roupas dele. 


Aliás, que chinesinha gatinha essa! Sempre tive uma queda por asiáticas, e essa é toda cuti-cuti com essa franjinha...


Do nada começa então um grande tremor, abalando toda a estrutura do prédio. Wang e Psy correm pra fora do carro, onde podem ver uma mega luz melequenta caindo em cima do puteiro. Ou é o Gorza dos Caça-Fantasmas ou alguma merda parecida.


Desespero total, todo mundo se mandando, principalmente os espertinhos que não queriam pagar a conta. Jack fica meio com cara de bunda, ao perceber que deve ser mais uma daquelas coisas sinistras e psicodélicas que ele não entende e enfrentou na primeira postagem do filme.


Dava pra imaginar, quem estava chegando ali era o Trio Parada Dura, essa turma do barulho que sempre arruma uma confusão.


Rayden não perde tempo, já indo no quarto onde Miao Yin está escondida. Afinal de contas, o deus-trovão também curte uma mina de olhos verdes. Mas a brincadeira tinha que esperar, pois ele estava lá para tirar ela daquele lugar.


Jack já está mais uma vez de saco cheio, esse bando de babaca de chapéus engraçados vindo aporrinhar sua vida mais uma vez, agora quando ele estava prestes a mandar ver numa asiática bonitinha. E se tem uma coisa que Jack Burton não suporta é ser interrompido numa hora dessas.


E decide mostrar praquele viado do Paçoca quem é que manda nessa pôrra, acertando um murro na cara dele.



Nada... Nem um sanguinho... Bora mandar mais um soco, Jack! Mostra pra ele!



De novo, nada... 

Nisso Paçoca faz um golpe à la Liu Kang e manda um chute duplo no queixo de Jack, fazendo uma expressão como se estivesse tendo o seu rabo perfurado por um cone de trânsito.


Claro, uma porrada que faz ele voar dez metros, caindo em cima de uma pilha de vibradores usados. Realmente hoje não é seu dia, Jack...


Enquanto isso Rayden já soltou Miao Yin, depois de olhar se a cor dos olhos dela combina com a calcinha, e sobe aos céus em um relâmpago, num daqueles defeitos especiais típicos dos filmes dos anos 80 de baixo orçamento.


Puto da vida por ter apanhado mais do que batido até agora nesse filme, Jack é levado para a casa de Gracie Law, xingando meio mundo e não aguentando mais essas pôrras de viados de chapéu escroto que saem voando em relâmpagos, bichas de se levantam depois de serem atropeladas por um caminhão, chineses de turbantes coloridos e óculos escrotos, e que alguém vai ter que explicar pra ele o que diabos está acontecendo, ou então vai descer a porrada em todo mundo naquela joça.


Gracie manda ele calar a boca e parar de encher o saco, e que o melhor que ele podia fazer era tomar um leitinho quente...


Wang também não faz cara de muitos amigos, dizendo que se o Trio Parada Dura agora estava com Miao Yin, então ela deveria estar agora no prédio da corporação Acme, com o filho da puta do Lo Pan. E que ele iria lá sozinho se fosse preciso para resgatá-la.


Psy por sua vez percebe que seu Rolex é Made in China e vai só até 11 horas.

E quem dá as caras é Chun Li também, que escutou todo aquele barulho, e ela não estava conseguindo conversar com o Ryu pelo telefone, que estava contando como que ele tinha dado um Hadouken sem querer na festa de aniversário do sobrinho dele, explodindo o bolo em um monte de pedaços.


Jack então percebe tudo, dizendo que Gracie estava mantendo um puteiro caseiro ali, e pra isso ela tinha ido no aeroporto buscar a Chun Li. Se Gracie deixasse ele dar uns pegas na chinesinha por conta da casa, poderia guardar segredo e não contar pra polícia que ela mantinha uma imigrante ilegal ali para seus interesses lésbicos.


Enfim, Jack então desiste de entender, devolve a caneca de leite quente pra Gracie, dizendo que ela pode pegar todo o resto e guardar na geladeira, pra que ele possa preparar um Nescau amanhã de manhã, e que ia junto com Wang na corporação Acme pra procurar Miao Yin.


Os dois então chegam no prédio, debaixo de muita chuva. Mais uma vez, a idéia é se disfarçar, agora como operadores de telefone que iam consertar alguma coisa, ou passar um gato-NET. Não tinha mais volta, era entrar ali de uma vez.


"I was born ready!"

O mais bizarro é que bastou sair entrando mesmo, falando sem parar, que os seguranças não fizeram nada, nem se levantaram das cadeiras! Parece porteiro de condomínio de luxo aqui no Brasil, que sempre cai nessa conversa fiada de que tem que fazer uma entrega pra assaltar os apartamentos. Acho que se o chefe deles descobrir, vamos ter um aumento da taxa de desemprego de China Town em breve...


Interessante é que parece que eles acham que iam achar Miao Yin tão facilmente assim, meio ingênuos esses dois. Depois de caminhar um pouco pelo depósito, eles acham uma porta com alguns inscritos em chinês. Jack pergunta que pôrra era que estava escrito ali, e Wang diz que dizia "Coma no Joe". Como Jack estava com fome, ele sugere que eles entrem ali pra pegar um x-tudo.


Enquanto isso, lá no restaurante, a turma está reunida em segurança, mostrando como eles não são de ajudar muito. Gracie fica puta por Psy estar olhando pra bunda dela e manda um murro, fazendo o bostinha se contorcer de dor como o cretino que ele é.


E que se juntou foi Egg Shen, aquele velhinho filho da puta. Depois de ter passado a perna naqueles turistas, ele tinha dado um pulo lá no restaurante pra ver se filava uma bóia de grátis, e aproveitando pra conversar com Tio Chu a respeito da aparição do Lo Pan.


Ele usa os mesmos comentários místicos, como que naquele momento eles tinham que esperar, pois o grande antílope manco estava dormindo em um monte de palha suja, e somente quando ele despertasse ao som do gongo é que as plantações de mandioca iriam se erguer e Lo Pan poderia ser levado ao Inferno do Ovo Podre.


Gracie não entende nada, e fica ali só olhando. Ou esse Egg Shen está tentando fazer todos nós de trouxas, ou ele só está arrumando uma desculpa pra não sair na chuva. Ou está bêbado, é só ver quantas garrafas o filho da puta já entornou.

Voltando lá no prédio das Corporações Acme, Jack e Wang vão revistando todo o lugar, até que acham algumas pegadas, que levam para uma parede. Meio sem querer, Wang pisa num botão qualquer e uma passagem secreta se abre, mostrando que as passagens secretas em filmes não tem nada de secretas, elas têm essa mania de se revelarem sozinhas. Atrás dela tem a porta de um elevador, e os dois decidem seguir.


Não restava dúvidas que o elevador ia enguiçar... Começo a ver que Jack e Wang são dois pés-frios...


Ou seria pé-frios? Ou pés-frio? Dane-se, são azarados pra caralho! Continuemos.

Claro que tudo sempre pode piorar, e logo alguém puxa a descarga e começa a alagar o elevador.


Jack então decide fazer o que eles deviam ter tentado assim que o elevador parou: abrir a porta. Impressionante como nessas horas dá um branco... Eles então tentam nadar para algum canto seguro...


... e dão de cara com um monte de cadáveres de pobres coitados, pendurados de cabeça pra baixo pelas suas bolas, como punição por terem deixado intrusos invadirem o prédio sem permissão.


Eles finalmente conseguem encontrar a superfície, e Jack paga um mega esporro em Wang, dizendo que até agora ele só tinha fudido a vida dele, desde que ele pediu pra dar uma carona pro aeroporto ele tinha passado pelas coisas mais absurdas imagináveis. E que estava cansado desses planos de merda dele, que só dava errado, e agora eles estavam lá num tanque cheio de água, com um monte de mortos pendurados de cabeça pra baixo.


Eis então que aparece nosso amigo Paçoca...


Depois de dar uma mijada em cima dos dois, Paçoca leva eles pra masmorra, onde amarra Wang numa cadeira de rodas, para que ele já fique acostumado quando depois ele quebrar as suas pernas.


Jack Burton já está de saco cheio dessa merda, e pergunta pro Paçoca se quando ele comprou aquela roupa se tinha pra homem, que aquele chapéu devia ser pra esconder a cara de bunda de cavalo que ele tinha, e que ele parasse de bancar a bicha e viesse brigar que nem homem.


Paçoca então responde, pegando uma bolinha vermelha...


... e soprando ela com toda força no saco de Jack.


Como dia o Carlos Valadares:


"Bem no parque de diversões!"

Depois dessa Jack não só ia falar fino, como ia precisar também ser levado em uma cadeira de rodas. Paçoca finalmente troca os trapos e o chapelão por uma roupa mais social (mas igualmente gay), e pede pra que os dois vermelhos os levem para um salão cheio de estátuas escrotas.


Jack fica inquieto, perguntando pra Wang onde diabos eles estão, pois aquilo ali parece uma academia homossexual cheia de estátuas de gordinhos semi-nus.


Paçoca então diz que eles estão na puta que pariu, em sua única fala em todo o filme.


Engraçado como Hollywood fazia isso com muitos personagens orientais, lembra lá no filme do Grande Dragão Branco, que o china que fazia o Chong Li tinha meia dúzia de falas? Ou é preconceito contra os asiáticos, ou o carinha não sabe falar inglês, e precisou de um esforço enorme pra pronunciar três palavras. E vale ressaltar também que Paçoca possui as maiores costeletas que se tem registro em toda a história da civilização ocidental.

Eis que então uma porta se abre, e aparece um velhinho todo fudido, também de cadeira de rodas, e que mal escuta. Ele se apresenta como David Lo Pan.


Jack então não entende nada, pois pensava que Lo Pan era aquela bicha transformista com roupa de viado que tinha atropelado com seu caminhão, e não um resto de ser humano podre e enrrugado. Seria melhor se aquele velhinho parasse com essa baboseira e trouxesse Miao Yin, pois pra Jack Burton não tem essas frescuras de Estatuto do Idoso, e ele não ia sentir nenhum remorso em partir um crânio dele com um peteleco.


Lo Pan começa então a perguntar pra Wang sobre Miao Yin, como de que província ela era, quem tinham sido seus pais e se ela curtia brinquedos eróticos, pois na idade em que Lo Pan estava, tudo tinha já apodrecido e só lhe tinha restado uma das bolas.


O velhote então faz todo aquele mesmo enredo típico dos grandes vilões, contando todo seu plano, dizendo que ele sofria há dois mil anos uma maldição, e que precisava se casar com uma mulher de olhos verdes para satisfazer Ching Tai, o demônio que o havia transformado naquele maracujá de gaveta caquético e fraquinho. Atendendo suas vontades, ele iria se tornar mais jovem e imortal, podendo assim conquistar o mundo!


Jack então joga a toalha, dizendo que tudo aquilo ali é a maior babaquice de toda a história. Pôrra, dois mil anos e Lo Pan ainda não tinha conseguido achar uma mulher de olhos verdes, que absurdo era esse! Ele devia era estar fazendo merda, ou então tinha um pinto torto que era motivo de gozação. Ele devia era desistir disso e assumir que era um velho bicha, que fica ali com aqueles três pleuras de chapelão, e que o melhor era parar com essa palhaçada, devolver Miao Yin para Wang, e principalmente, devolver a pôrra do caminhão dele, que ele já estava de saco cheio.


Lo Pan então percebe pelo monitor que chegaram mais visitas. Eram Gracie, Margo e Psy, que finalmente se deram conta de que tinha sido maus amigos ao deixarem Jack e Wang irem sozinhos, e decidiram ajudar. Lo Pan fica puto e se manda dali.


Os três estão lá, onde vemos que Gracie é a única ali que é macho, xingando os porteiros pra deixar que eles entrem ali para encontrar os seus amigos que estão sumidos, ou então ela vai descer a porrada em todos. Margo se faz de ocupada, fingindo que está procurando alguma coisa em sua bolsa, enquanto Psy fica ali só com cara de conteúdo, com um terno que parece uma cortina de hotel de quinta categoria.


O porteiro, se dando conta finalmente que sua função é não deixar ninguém entrar sem permissão, diz que eles não podem entrar. A não ser que liberem um "cafézinho"...


Mas nem deu tempo pro pobre coitado faturar uma graninha, pois nessa hora quem aparece é o Nhonho, com sua cara de babaca e cabelinho de cocô-boy, dizendo que vai dar um tour especial para os três com o maior prazer.


Nhonho que teve mais falas que o Paçoca no filme. Essa foi a primeira de duas.

Jack e Wang são então vendados novamente, e levados para outra masmorra, onde serão depois serão torturados das formas mais bizarras possíveis e imagináveis, a ponto de que eles vão andar de pernas arqueadas.


Mas Jack Burton sempre tem um truque na manga... ou melhor, na canela de sua calça, one está sua faquinha de estimação. Depois de tombar a cadeira pro lado, ele consegue então pegar a faquinha, para que eles possam sair logo daquela merda.


Não longe dali, o Nhonho começa então a dar o tour na fábrica da Acme, falando em chinês, para que o Psy possa ter alguma função no filme como tradutor. Depois de mostrar a seção de bigornas e foguetes, largamente usados pelo Coiote, o Nhonho os leva para um elevador de carga, para a segunda parte do passeio.


Lá dentro do elevador, as garotas começam a se sentir meio mal, com aquela tosse encatarrada e ânsia de vômito, quando o ambiente começa a ficar fumacento e com um cheirinho característico de ovo podre, brócolis e couve.


Sim, o Nhonho havia soltado um peido daqueles, verdadeira bomba de metano concentrado que levou os três a nocaute.


Que mega peido, hein? Pra deixar o elevador todo cheio assim de fumaça, deve ter sido um daqueles. Nhonho manda então que alguns vermelhos os tirem dali, enquanto ele vai dar uma checada nas calças pra ver se não borrou a cueca. Melhor então a gente dar uma pausa aqui na postagem que já está ficando bem longa, para que ele possa dar um pulinho no banheiro e limpar a bunda.

Nenhum comentário: