quarta-feira, 2 de julho de 2014

Apostas pra Copa do Brasil - Parte 3

E seguimos então com a continuação de meus palpites para os resultados da Copa do Mundo. Estamos agora nas quartas-de-final, e tivemos alguns jogos extremamente pesados, bem disputados, como era de se esperar. Alguns dias atrás fiz as minhas previsões para esses jogos, vamos ver como eu me saí.

O Brasil conseguiu passar pelo Chile, mas vou dizer uma coisa: não merecia! Puta que paral, a seleção jogou um futebol horroroso, terrível, até o Madureira joga de forma mais objetiva e efetiva! Isso diante de um adversário que, embora tenha a sua força e uma pancada na Espanha em seu currículo, é certamente o mais fraco que está no caminho da seleção na busca pelo título. E o Brasil conseguiu fazer um jogo bizonho, com muitos erros infantis, um deles que inclusive resultou no gol de empate chileno, empate esse que persistiu até a decisão por pênaltis. Sério, aquele panariço do Daniel Alves é mais mascarado que um folião de carnaval, só sabe comer banana esse filho da puta! 


Babaca, só sabe jogar no comercial da Adidas...

Enfim, mas deu o resultado que eu esperava, embora já fique receoso quanto ao futuro. Um detalhe que faço questão de comentar aqui é o seguinte, logo no início do jogo. Tivemos os hinos nacionais, começando com o Chile. E da mesma forma que já havia acontecido em outros jogos da equipe andina, ao término dos 90 segundos regulamentares os torcedores e jogadores chilenos continuaram cantando os últimos versos à capela, da mesma forma como a torcida brasileira. 

E nessa hora, qual a atitude dos brasileiros presentes no estádio, mundialmente conhecidos pela sua "receptividade" com os estrangeiros, sua grande amizade com os países irmãos da América do Sul?


Vaiaram em plenos pulmões o hino do adversário! 

Sinceramente, por essa eu torci muito pelo Chile. Essa foi mais uma demonstração de como esse nosso povinho acredita nesse país de faz-de-conta, com uma falta de respeito tremenda pelo hino de outro país. Mostra como essa nação é uma bosta mesmo, não presta. O Chile tá muito melhor que essa bola de lama que chamamos de Brasil, lá o povo não é tão alienado e estúpido como o nosso, que só se lembra da letra no hino nos jogos da seleção, que só tem orgulho de se brasileiro quando o time está ganhando. Patriotismo é o caralho, se gosta tanto do seu país então faça algo por ele, a começar a não eleger políticos corruptos nas próximas eleições.

Neste outro jogo entre Colômbia e Uruguai, o que mais se falava na verdade era da ausência de Luis Suarez, que depois de sua dentada no ombro do italiano foi banido por meses de qualquer atividade esportiva. Confesso que achei a punição severa demais, já vi tantos jogadores que cometem lances ainda mais violentos e criminosos, que muitas vezes passam sem sequer levar um cartão amarelo. Tudo bem que Suarez tem um histórico já longo de casos de grande repercussão. E claro, não faltaram memes zoando o ocorrido.


Voltando ao jogo, nesse aqui eu errei feio, talvez por eu ainda me lembrar dos tempos áureos do Botafogo do Loco Abreu, e achei que a Celeste iria conseguir fazer valer a sua tradição. Mas do outro lado estava uma Colômbia que está jogando muito, com um ataque ofensivo e uma defesa sólida. Foi uma vitória relativamente tranquila de dois a zero. Certamente os colombianos vão dar muito trabalho, estão jogando muito bonito, mais bonito que aquela seleção da década de 90.


Mas também, num time que tinha o Valderrama, um verdadeiro cruzamento de Deus-me-livre com Cruz-credo, é mole jogar mais bonito...

O jogo entre a França e a Nigéria foi um dos confrontos entre europeus e africanos das oitavas de final. Embora, com todo o respeito, o time da França mais pareça um time da África, considerando a quantidade de descendentes de marroquinos, argelinos, malenses, ganeses e por aí vai. Francês francês mesmo, daqueles típicos comedores de baguete, é artigo raro na seleção azul. A França que não estava com muita confiança, principalmente após o Corcunda de Notre Dame ter ficado de fora por lesão, outro que joga "bonito".


E no outro lado vinha a Nigéria, uma das forças do futebol africano, querendo ser a verdadeira zebra, mas já era esperado que eles não iriam passar muito longe. Deu o esperado, com a França ganhando, apesar do goleiro nigeriano ter fechado o gol. Por mais que os times da África tenham preparo físico, garra e talento individual, na hora do aperto e da decisão eles acabam peidando.

Alemanha e Argélia, que jogaço! Quem diria que o time africano iria dar todo esse trabalho para os tricampeões mundiais? Foi um dos melhores jogos da Copa do Mundo, muito disputado, com a Argélia conseguindo chances reais de sair na frente do time alemão. Sem dúvida já se foi o tempo em que o peso da camisa significava uma vitória fácil.

O jogo terminou empatado e foi para a prorrogação, onde a Alemanha saiu na frente logo no início, conseguindo um segundo gol logo depois. E para fechar, a Argélia conseguiu ainda arrancar um golzinho no final! Confesso que eu não estava muito a favor desse time, principalmente depois de ter visto a sua torcida agir de forma anti-esportiva, apontando aqueles laser-pointers na cara dos goleiros adversários, mas os jogadores mostraram muita raça e muita determinação. Muito mais que a nossa seleção... Só faltou um gol do Klose para ele passar o Fofômeno como maior artilheiro das Copas.


Mais um jogo que foi tenso, trazendo a forte seleção da Holanda e México. A grande surpresa é que os mexicanos saíram na frente, se aproveitando do intenso calor que cansava a Laranja Mecânica. Afinal de contas, fazer um jogo em Fortaleza às 13:00 é realmente um crime. Podem falar o que for, que é para passar em um horário legal na Europa ou seja lá o que for... Mas bem que podiam pensar um pouco no bem estar dos jogadores, quero ver se um dia algum deles cair duro no chão. Tanto que o juiz acabou dando um pequeno intervalo de três minutos no meio de cada tempo, como fazem aqui no campeonato carioca.

Acontece que o México, após abrir o marcador, adotou aquela típica postura de "já ganhamos, agora é segurar o resultado", recuando o time. Resultado: no finalzinho do jogo, a Holanda achou dois gols, um deles de pênalti aos 48, seguindo assim para a próxima fase. E mais uma vez não de pro time do Chaves, caindo nas oitavas mais uma vez, com uma eliminação dramática...


No confronto teoricamente mais fraco das oitavas, entre a surpresa Costa Rica e a Grécia, tivemos um joguinho que no começo parecia ser meio morno e sem graça, mas que no segundo tempo pegou fogo. Como no jogo da Holanda, a Costa Rica saiu na frente, começou então a adotar uma postura mais defensiva (em parte pelo fato de um jogador ter sido mandado pro chuveiro mais cedo), e no finalzinho do segundo tempo a Grécia conseguiu arrancar um empate. E depois tivemos uma prorrogação sem gols, com os jogadores exaustos no final. Na decisão por pênaltis, acabou que os costarriquenhos saíram vitoriosos!

Incrível para aquele time que entrou na Copa com a intenção de ser saco de pancadas a ajudar no saldo do grupo da morte. É isso aí, os três campeões mundiais desse grupo já rodaram, e a Costa Rica continua.


Na partida entre Argentina e Suíça, o que se viu na verdade foi um ataque contra defesa durante todo o jogo, com o suíços se segurando lá atrás e só levando porrada do forte ataque portenho. Tem sido a tônica de muitas partidas onde um time de menor expressão tenta se segurar contra um favorito, mas ao contrário da Nigéria e Argélia que brigaram mais, os suíços não se deram muito ao trabalho de atacar.

Mesmo assim, o jogo foi disputado, e como aconteceu na maioria dos outros, nada foi definido dentro dos 90 minutos regulamentares, o que fudeu a aposta de muitos nos bolões por aí. Na prorrogação, os argentinos arrancaram um gol no finalzinho, e aí vimos o desespero dos suíços, com direito a goleiro na área adversária. O que sempre me faz perguntar por que nesses lances sempre tentam lançar a bola pro goleiro, que normalmente não te dotes de atacante. E assim a Suíça deu adeus, mostrando que eles realmente são melhores quando o assunto é chocolate ou queijo.


Todos não davam nada por esse jogo, mas foi também uma partida eletrizante, entre a Bélgica, que veio com tudo para ser uma das grandes revelações da Copa mas que na minha opinião ainda não mostrou todo esse futebol que estão falando, e os Estados Unidos, que mostraram muita garra e disposição em um grupo relativamente difícil. E o jogo foi realmente bem disputado, com muitas chances de ambos os lados, com destaque para a grande atuação do goleiro americano.

E foi mais uma partida que terminou no zero a zero, e mais uma prorrogação, que está se tornando cada vez mais comum. E a Bélgica saiu na frente com dois gols, mas os EUA conseguiram descontar um e quase empataram! Foi incrível! Belgas passaram para a próxima fase, mas ainda não convenceram... E os Estados Unidos lutaram bastante, e surpreenderam considerando que nesse país o futebol mais conhecido é outro.


Com isso, eu acertei sete palpites dentre os oito jogos, muito bom. E agora a competição está se afunilando cada vez mais, chegamos nas quartas-de-final, que começam depois de alguns dias sem nada de Copa do Mundo, com exceção dos incansáveis programas do SporTV, narrando todos os detalhes do dia da seleção, como dizendo quantas vezes o Daniel Alves está fazendo as unhas, quantos quilos o Felipão cagou de manhã e quantos pontos o Neymar fez no Flappy Bird. Confesso que já está dando no meu saco isso de que parece que agora só acontecem notícias a respeito da Copa...

Enfim, vamos então aos confrontos.


Esse é um jogo que será interessante. Eu confesso que se o Brasil jogar o mesmo futebolzinho de merda daquela partida contra o Chile, vai passar uma vergonha homérica diante de uma Colômbia que está muito forte, jogando com muita velocidade e qualidade. Mas eu vou jogar um pouco na segurança aqui, imagino que esse será um dos jogos onde o Brasil vai dar aquela cagada fenomenal, e passaria pela Colômbia. Vamos ver...


Puta que pariu! Que jogaço, imperdível! Alemanha e França vão disputar uma partida que certamente será eletrizante. As duas seleções vieram de jogos cansativos, em especial a Alemanha, e tudo promete que esse será um dos melhores jogos da Copa. Difícil fazer aqui algum prognóstico, mas eu imagino que os chucrutes passam por cima dos baguetes com muito sofrimento.


Aqui acho que a Holanda não terá problema... Acho que ter chegado até nas quartas-de-final já é um feito que está uma eternidade à frente do que a Costa Rica queria, e por mais que ela esteja surpreendendo, imagino que não vai chegar ao ponto de afetar a Laranja Mecânica. Também, se eles vencerem a Holanda, fudeu, Costa Rica pro título!


Esse é um jogo que imagino que será duro também. A Argentina tem o seu ataque poderoso, e a Bélgica tem uma defesa sólida, tem toda a pinta que será outra partida que vai para a prorrogação, mas eu acredito que os hermanos vão superar os diabos vermelhos e passar para a próxima fase.

Vamos ver então o que a Copa nos reserva. E vamos torcer pela Colômbia!


Nenhum comentário: